sábado, 15 de setembro de 2012

SOBRE OS TEXTOS "CARTILHESCOS"


É preciso respeitar, Edvaldo, a realidade sócio-cultural dos intelectuais construtivistas. Possivelmente, jamais viram um boi em processo de ruminação, por isso não sabem que o mesmo baba.
Ao meu ver, é tolice dizer que um texto “cartilhesco” não é um texto real. E que PORRA* é, então?



*NOTA DE RODAPÉ: porra, dentro da realidade sócio-cultural na qual fui criado, não é uma palavra restrita a um dado significado obsceno, mas também uma interjeição aplicada a diversos contextos sociais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assim que eu ler o seu comentário, responderei-o imediatamente. Grato pelo carinho.

Postar um comentário